Afinal, o que são estes 4 componentes da Comunicação Não-Violenta?

A Comunicação Não-Violenta chegou para nos dar uma chance
11/21
O não aprender da criança
03/22

Afinal, o que são estes 4 componentes da Comunicação Não-Violenta?

A comunicação não-violenta conhecida também pela sigla (CNV), traduz sua intenção em 4 componentes que são conhecidos como formais em sua proposta de comunicação, os quais são: Observação, sentimentos, necessidades e pedidos! Uau, quantas palavras que praticamos no nosso dia a dia, mas que muitas vezes estão desconectadas entre si durante a nossa fala! Pois é, a proposta da CNV é justamente que tenhamos em mente estes componentes, não para serem utilizados de maneira mecânica, mas que componha uma dança ritmada e fluida para que eu consiga entender e transmitir o que eu estou tentando comunicar.

Pois bem, vamos entender um pouquinho sobre cada um destes componentes.

A observação é simplesmente descrever o que você está vendo diante de você, se esforçando para não atribuir julgamentos para não prejudicar a sua intenção, mas é claro que deixar de julgar é algo quase que impossível, porém diminuí-los é um caminho possível e leve a se fazer.

Em seguida temos os sentimentos (raiva, furioso, aborrecido, calmo, relaxado e por aí vai), que são atribuídos pela CNV como fumaça ou seja, está avisando que tem um fogo por perto, ou seja, uma necessidade a ser atendida, logo, expressar e sentir os sentimentos são passos essenciais na CNV para que possamos progredir em nosso diálogo, sendo o mais honestos possíveis, porém utilizar os sentimentos apenas para comunicar, irá nos trazer apenas desentendimentos e não chegaremos a lugar nenhum, por isso que o próximo componente que é a necessidade precisa está muito bem claro para mim, ou seja, entender que necessidades são diferentes de estratégias, ou seja, as necessidades são universais a todos os seres humanos e as estratégias são diversificadas conforme a intenção de cada um, logo quando eu entendo sobre as reais necessidades que estão em um jogo de conversa, como necessidade de água, alimento, conforto, abrigo, estabilidade conexão, entre outros, fica claro para mim o que eu quero expressar em pedidos, que é o quarto componente da CNV, para então me conectar com esta pessoa que estou falando, sempre focando em benefício mútuo, onde todos ganham, pois esta é a verdadeira jogada permitida na CNV.

Gostou do artigo e quer viver a comunicação não-violenta?

Então deixe seu comentário e compartilhe com amigos.

Beth Takeda
Beth Takeda
Duvidas? Envie um e-mail para contato@bethtakeda.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *