O não aprender da criança

Afinal, o que são estes 4 componentes da Comunicação Não-Violenta?
02/22

O não aprender da criança

A criança não deixa de aprender da noite para o dia, ela vem construindo dentro de si impressões sobre o ambiente que a cerca e o quanto diversas situações pelas quais ela passa, vai se tornando um embate para seu desenvolvimento. Estamos falando de um ser humano que está em pleno desenvolvimento, porém este processo é bloqueado por diversos fatores, onde a criança inteligentemente externa este não aprender por diversos meios, como uma desatenção, uma impulsividade, choros constantes, isolamento, timidez, agressividade, esquecimentos, enfim são diversas maneiras que a criança externaliza este sofrimento dando dicas para o adulto lhe enxergar e ajudar, porém o que ocorre muitas vezes é que este código da criança não funciona no mundo do adulto, pois o adulto só foi treinado para enxergar a ponta do iceberg, não tendo mais este olhar por trás daquele movimento da criança que está sendo externalizado através deste não aprender, então o adulto a rotula, a desmoraliza, a culpa, zomba dela, a apelida achado que este caminho de humilhação fará com que a criança apresente alguma melhora frente a este comportamento inadequado apresentado por ela, enquanto que o que está por trás desta recusa, nada mais é do que um pedido de socorro camuflado por estas ações.

Logo, os adultos que cuidam destas crianças devem refletir sobre alguns aspectos:

  • A criança ao nascer está com o sistema neurofisiológico pronto para aprender e precisa de figuras e modelos para que isso ocorra, pois o fato é. ela vai aprender quer este ensinamento parta de você ou não e como será esta qualidade de ensinamento.
  • A criança precisa de interação do adulto para criar vínculo de segurança com este ambiente novo que a rodeia, que é sua casa com seus usos e costumes, os quais serão apresentados para ela de acordo com as estratégias criadas e repetidas pelos adultos de geração após geração.
  • A falta de conexão do adulto com a criança, gerado por falta de tempo juntos, separação dos pais, ausência constante da família, chegada do irmão, e falta de paciência acarretará em sintomas que a criança vai externalizando como sinais de que algo no ambiente não vai bem e ela precisa ser acolhida, pois é preciso tratar a causa deste não aprender.

Neste sentido, te convido papai e mamãe a observar como está estes pedidos de socorro do seu filho. O que ele tem te mostrado que você não consegue ou não quer ver?

Te convido a mudar suas lentes de observação de seus filhos para começar este acolhimento se aproximando da dor que seu filho tem carregado, muitas vezes por anos para tentar sobreviver neste ambiente que ele considera como lar, na tentativa de construir um sentido de pertencimento que outrora ficou pra trás.

Portanto, procure ajuda de um psicopedagogo para buscar orientação e direção para esta situação que você está passando com seu filho e o quanto antes você buscar esta ajuda, mais seu filho sentirá que ele é importante e capaz de se desenvolver plenamente.

O que você achou do artigo? Fez sentido para você? Então comente e compartilhe com seus amigos e familiares.

Beth Takeda
Beth Takeda
Duvidas? Envie um e-mail para contato@bethtakeda.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *